Imagem - Getrak
Imagem - Getrak
Rastreamento
11 de fevereiro de 2022
Tire todas as suas duvidas sobre o monitoramento veicular
g
Publicado por
Getrak
Compartilhe:

O interesse pelas ferramentas de monitoramento veicular aumenta a cada ano no Brasil. Muitas empresas enxergam esse tipo de solução como alternativa para enfrentar algumas das principais dificuldades da gestão de frotas no país, como a falta de segurança, o trânsito caótico das grandes cidades e as condições inadequadas das estradas.

Nesse sentido, investir na montagem de uma central de monitoramento tem se tornado uma excelente oportunidade para abrir o próprio negócio e conquistar a independência financeira. Isso porque, esse é um negócio com investimento inicial baixo e de receita recorrente, o que faz com que a empresa sempre tenha capital. 

Quer saber mais sobre o mercado e como montar uma central? Nesse artigo vamos tirar todas as suas dúvidas.

O que é monitoramento veicular?

O monitoramento veicular é a tecnologia que faz o acompanhamento de veículos em tempo real e é usado, principalmente, para determinar a localização e garantir a segurança do automóvel e do condutor. 

Como funciona a tecnologia de monitoramento veicular?

As soluções de rastreamento e monitoramento veicular são compostas de uma tríade que usa equipamentos chamados rastreadores veiculares, um software que serve como plataforma para os dados e os chips de conectividade

Esse trio de serviços é capaz de identificar as coordenadas geográficas (latitude e longitude) do automóvel. A comunicação dos aparelhos com a central de rastreamento pode ocorrer de três maneiras. Confira abaixo.

Monitoramento via satélite

O Global Positioning System (GPS) é o modelo mais utilizado e mantém comunicação com uma rede de 24 satélites que circulam pela órbita da Terra. Os satélites são posicionados estrategicamente para garantir que ao menos quatro deles possam ser captados pelos sensores em qualquer lugar do mundo.

Imagem - Getrak
Material Rico

Tudo que você precisa saber sobre rastreamento, monitoramento e telemetria!

Radiofrequência

Rastreadores com essa tecnologia se comunicam por meio de ondas de rádio, captando e enviando sinais para redes de antenas receptoras em um perímetro determinado previamente, inclusive em lugares cobertos.

Os dois modelos de rastreamento permitem visualizar dados de localização dos veículos em tempo real. Depois de captados, os sinais são enviados para as centrais de monitoramento, que repassam as informações para computadores e smartphones conectados à internet. Assim, os clientes podem acessá-las de qualquer lugar de forma ágil e prática.

GPRS

O General Packet Radio Service (GPRS) é uma tecnologia que melhora as taxas de transmissão de dados via sistema de comunicação móvel. O funcionamento desse sistema, portanto, utiliza a rede das operadoras de telefonia celular, utilizando  a comunicação se dá de máquina para máquina (M2M), automaticamente.

Qual a importância de um sistema de monitoramento?

As informações geradas por um sistema de monitoramento podem ajudar em duas grandes áreas e a primeira delas é a segurança. No Brasil, a média de registros de roubos e furtos a veículos ultrapassa os 500 mil por ano. Esses números fazem crescer a demanda por serviços que reduzam esse risco, como é o caso dos seguros, associações de proteção veicular e o monitoramento. 

A outra grande área de atuação do monitoramento em tempo real é o acompanhamento do trajeto realizado pelo veículo. Por meio da telemetria avançada é possível, ter dados sobre condições do veículo, gasto com combustível, tempo de trajeto e rota realizada. 

Com posse dessas informações é possível fazer um controle eficaz da frota, reduzir custos de operação e aumentar a qualidade do serviço prestado. 

Qual o custo para fazer um sistema de monitoramento próprio?

Os rastreadores veiculares variam entre  R$150,00 e R$250,00 e a plataforma entre R$49,90 e R$150,00. Além disso, será necessário a contratação de um plano de dados móveis para operacionalizar a sua central. 

A tríade para monitoramento de veículos funciona por meio da receita recorrente. Ou seja, o seu cliente precisará pagar uma mensalidade para utilizar o seu serviço. Sendo assim, você poderá adquirir os equipamentos e repassar ao seu cliente por meio do comodato — empréstimo enquanto usa. 

O investimento para fazer um sistema de monitoramento é variável, de acordo com a qualidade que você escolher para o seu negócio. O valor, contudo, depende de diversas condições.

O essencial é que você entenda que o início do investimento será referente à compra do hardware e ao custo fixo. Já os demais gastos do sistema podem ser parcelados nas despesas mensais da organização.

Como montar uma central de monitoramento?

Montar uma central de monitoramento veicular é simples e rápido. Você precisará investir na contratação de uma plataforma de rastreamento, na compra dos rastreadores e contratar um plano de conectividade que faça a transmissão de dados do hardware para o software

No vídeo abaixo você encontra todos os detalhes sobre o que é preciso e o que a sua central poderá oferecer aos seus clientes.

Como você pode perceber, o mercado de monitoramento veicular vem crescendo e investir em uma central de rastreamento é simples e pode trazer a tão sonhada independência financeira.

Quer saber como montar a sua central? Entre em contato com a getrak e converse com um de nossos consultores. Você pode também visitar a nossa página ilustrativa e tirar todas as suas dúvidas sobre como montar uma central de monitoramento.

Acesse: Como montar uma central de rastreamento?